sexta-feira, 6 de julho de 2007

UM POUCO DA HISTÓRIA DOS PRODUTOS DE LIMPEZA

O sabão era conhecido pela maior parte das culturas antigas (egípcia, grega, romana), que o usavam tanto para lavar o corpo quanto para as roupas. Eram feitos com água, gorduras vegetais e animais (sebo) e cinzas vegetais e, posteriormente, com substâncias minerais, como a soda cáustica. Na Europa, até o século XV, um dos principais locais da vida social nas cidades era os banhos públicos. Depois, esses locais foram considerados imorais e o sabão passou a ser evitado. As pessoas se vestiam com a mesma roupa durante semanas e o mau cheiro era disfarçado com perfumes.

Somente no princípio do século XVIII, quando os médicos descobriram a importância da higiene pessoal para a saúde, o uso de sabões passou a ser valorizado na Europa. O processo de industrialização no continente também foi importante, nessa época, para baratear as importações de gorduras vegetais pelas colônias na América e na África, facilitando a fabricação de sabões em grande escala (Pangea, 2006).


Mas como os detergentes conseguem limpar?


Em latim, detergere significa limpar. Um detergente é uma substância que limpa graças as seguintes propriedades:


• Capacidade de reduzir a tensão superficial da água, de modo que as moléculas de água perdem parte da atração que sentem umas pelas outras e podem penetrar melhor na superfície a ser limpa (um tecido, por exemplo).


• As moléculas de um detergente possuem um pólo lipófilo (que combina com as gorduras) e um pólo hidrófilo (que combina com a água). A sujeira que está aderida aos tecidos por partículas de gordura atrai os pólos lipófilos. Os pólos que sentem atração pela água (hidrófilos) ficam por fora, rodeando essa sujeira de forma, facilitando o arraste do conjunto “detergente-sujeira” quando há o contato com água corrente(Pangea, 2006).


Todo e qualquer tipo de sabão tem essas duas propriedades e, portanto, pode ser considerado um detergente também. A partir de 1930, as indústrias começaram a sintetizar substâncias detergentes derivadas do petróleo. Os primeiros detergentes eram usados principalmente para a lavagem manual de pratos e roupas finas. O marco da fabricação industrial desses produtos ocorre nos Estados Unidos, no ano de 1946. Neste ano é fabricado o primeiro detergente que combina espumantes e compostos a base de fosfato, que melhoravam sua capacidade de tirar manchas e lavar a roupa mais suja (Juran, 2006). A partir daí, porém, começava a poluição em grande escala devido aos despejos desses produtos nos rios, mares e lagos.

4 comentários:

Anônimo disse...

Realmente muito interessante o blog. Poucas empresas tem esse tipo de serviço. Continuem assim.

Anônimo disse...

Muito legal o blog. Vou retornar sempre que puder.

Anônimo disse...

Muito bonito os dispesadores nobre novo. O blog também é muito interessante. Parabéns.

Esteban disse...

Hola.

soy muy grato la información de señor Claudio en relación los produtos de limpeza para automovel.

fue mucho bon conhecer los produtos de : sitio: www.wglcar.com.br entrey no sitio y conprey algus produtos para mi automovel y estoy muy satisfeito con alto padrón de qualidad da Cera y do Hidratante para bancos de couro.

caro señor Claudio, más una vez soy muy grato por su indicación.

Muchas gracias

esteban crsutille